quarta-feira, agosto 11

Rede Democrática


Foto: Wilson Monteiro

A noção de rede está presente em vários momentos da História. Nas lutas de libertação durante o século XX, redes de ajuda foram criadas, sempre para compensar o poderio dos inimigos com uma atuação coordenada e eficaz. Durante a luta armada contra a ditadura, tivemos inclusive uma Organização, liderada pelo companheiro Eduardo Leite, o Bacuri, chamada Rede. Resistência Democrática. Naquele momento, a luta era de resistência, o nome traduzia muito claramente os propósitos e a prática de nossos companheiros.
Hoje, quando já conquistamos as liberdades democráticas, precisamos de uma rede que nos permita ter voz ativa no aprofundamento e radicalização da democracia. Um movimento que se espalhe pela sociedade para conscientizar, aglutinar e organizar os mais amplos setores interessados na paz e na construção de um projeto nacional que inclua todo o povo brasileiro.
Minha candidatura só tem sentido se ajudar a costurar essa rede. O próprio mandato também.
Quando começamos a fazer o jornal de campanha uma questão se impôs: qual seria o nome? Pedi sugestões e recebi várias. Nomes fortes e que poderiam ser usados, mas às vezes datados ou então chamativos, mas que não deixavam claro o caráter do jornal, da campanha e do mandato. Estávamos preocupados, até que minha companheira Maria Cláudia propôs “Rede Democrática”. Gostei e saí perguntando aos companheiros, encontrando uma excelente receptividade.
Nesse momento, o primeiro número de Rede Democrática está saindo do forno. Vamos nos encontrar para começar a distribuição, comemorar e dar o pontapé inicial no número dois. Nada melhor do que marcar o encontro lá no Severyna, na Rua Ipiranga 54, em Laranjeiras, às 18h00min, no domingo que vem, dia 15 de agosto.
O jornal é o primeiro passo. Vamos imprimir os chamados “santinhos” e também banners, mas não podemos deixar a internet de lado. Temos que continuar entrando no blog, votando nas enquetes, acompanhando o facebook, o Repolítica e o twitter. Mais do que nunca. Sabemos que às vezes nos acomodamos com os primeiros ganhos e esmorecemos. Não podemos nos dar a esse luxo, pois ainda não temos um mandato, contamos com nossas próprias forças, nossa vontade e o espírito militante. É importante comparecer ao Severyna, pois faremos um balanço e abriremos a palavra para contribuições e críticas. Será o momento de reunirmos forças e agregarmos gente nova à campanha.
A companheira Marília Guimarães, aproveitará esse encontro para gravar depoimentos de apoio à candidatura, que aparecerão na internet, ampliando o horizonte eleitoral.

Desculpem pela mensagem um pouco burocrática, mas era necessário. Organização é assim mesmo.
Um grande abraço a todos. Vamos mobilizar para o lançamento do jornal Rede Democrática.

Carlos Eugênio Clemente – 4019
Combatente da Guerra e da Paz

3 comentários:

Mario Marsillac disse...

Domingo não estarei no Rio mas na próxima oportunidade espero estar presente
E assim que tiver esse material disponivel voce me avisa pra eu pegar com voce inclusive o seu banner oficial de campanha para que troque aquele "tabajara" rs que coloquei lá no blog
abs

Carlos Eugênio Clemente 4019 disse...

Domingo sai o jornal e também santinhos. Quando voltar dê notícias que passo pra você. Abração.

Valquíria da Paz disse...

Separe os santinhos para nossos amigos taxistas de Maricá. Estão me pedindo. Bjs

Arquivo do blog