quinta-feira, setembro 30

Não peço seu voto

Foto: Wilson Monteiro


Voto é como beijo, ou se dá ou se recebe nunca se pede. É íntimo, deve ser consciente, com empatia, paz de espírito. Há que ter proposta que pressuponha confiança e reciprocidade.


Divulgo novamente o contrato social com o eleitorado:



“Contrato social

Contrato Social estabelecido entre o candidato e seus eleitores, com base no princípio da soberania popular.

Se eleito, eu, Carlos Eugênio Clemente 4019, comprometo-me a selecionar minha assessoria com base nos seguintes critérios:



• Não contratar parentes;

• Não contratar por amizade;

• Exigência de ficha limpa e vida limpa;

• Competência técnica e capacidade política.



Esses princípios têm por objetivo fortalecer o estreitamento do laço de confiança entre representante e representado, a ética na política, e a consolidação da democracia participativa em nosso país.”



Carlos Eugênio Clemente – 4019

Combatente da Guerra e da Paz

Com alma de músico

3 comentários:

Luiz Claudio Cunha Souza disse...

O curioso mesmo é minha mãe do alto dos seus quase 90 anos, me dizer que
não vai votar em ninguém. Fiz tudo para ela votar na Dilma por exemplo,
e não consegui. O único voto dela nesta eleição é para o Carlos Eugênio
Clemente.

raphaelloureiro77 disse...

oi carlos,

li seus livros e admito sua luta pela democracia e pelo povo brasileiro. por isso terá meu voto.

grande abraço e boa sorte.

Raphael Loureiro

Carlos Eugênio Clemente 4019 disse...

Luiz, diga a ela que vou lutar para merecer o voto dela.

Raphael, valeu, é uma luta de todos nós, vamos juntos.

Arquivo do blog